Pesquisar este blog

Carregando...

Livros

  • Livro para a SBEA
  • Concreto 100
  • Manual de agregados

Seja vem vindo ao portal do agregado.

Tudo sobre agregados!

domingo, 4 de abril de 2010

Conhecendo o Agregado






O agregado miúdo é conhecido popularmante como "areia",é um dos principais elementos da construção civil,usado em várias partes: desde de as fundações até as coberturas,passando pela estrutura,vedações  e acabamentos.

 A areia nada mais é do que a parte miuda resultado da desagregação das rochas ,esta desagregação pode ser causada por processos naturais ou pelo homem,através de sistemas de mecanização para britagem das rochas.O agregado não possui forma ou volume definido,auxilia na redução dos gastos ( porque ocupa de 60 a 80% do volume do concreto),é maleável e ecológico ( quando reciclado).

Na natureza, a areia pode ser encontrada em portos de areia dos rios ( que são as melhores) ou em minas (quando passa a ser chamada de"areia de cava").Estas são as mais baratas,mas podem conter impurezas necessitando de lavagem para que possam ser usadas em obras de maior responsabilidade.

Para que serve a NM 26 e NM 27 ?

   Como já sabemos o agregado miúdo é um dos principais elementos na construção civil.Mas como será que é coletado amostras do mesmo para realização de ensaios?
   Simples,a NM 26 e NM 27 (norma mercosul) nos dá todas as coordenadas.A NM 26 explica como se deve pegar o material sem perder suas caracteristicas: 1° remove-se 30cm da camada externa do monte de areia,e logo em seguida coleta-se 3 partes distintas da areia (superior,central e inferior).



   Já a NM 27 explica como deve-se reduzir as amostras de campo para o laboratório sem perder suas características.Toda a areia coletada é depositada em um equipamento chamado Separador Mecânico,este equipamento irá homogeinizar as três camadas de areia para não alterar os resultados do ensaio.


   Dessa forma,seguindo a NM 26 e NM 27 é possível coletar o material de forma correta sem alterar os resultados do ensaio.

Teor de Umidade

   Descobrir o teor de umidade da areia (que será utilizada em obra) é muito importante,pois este valor pode interferir na dosagem do concreto.
   O teor de umidade nada mais é que a quantidade de água que tem na amostra.O teor de umidade pode ser adquirido por duas maneiras:pela estufa e pelo metodo SPEEDY.




 O teor de umidade adquirido pela estufa,segue os seguintes passos: pesa-se a areia umida e depois a areia seca (em estufa),com esses valores é possivel adquirir o teor de umidade. 








O método SPEEDY é muito utilizado porque é mais rápido.Praticamente o teor de umidade é adquirido pela pressão,pois a areia é colocada num cilindro com esferas metalicas e ampola de carboreto de cálcio,depois é "sacudido" e verificado a pressão pelo manômetro acoplado,com essa pressão é possível descobrir o teor de umidade conforme tabela estabelecida.

Composição Granulométrica



   A composição granulométrica é o que irá determinar se o agregado será graúdo ou miúdo.É a composição granulometrica que determina o "tamanho do grão".

   Através de uma série de peneiras é possível descobrir a composição granulométrica.




OBS.: o agregado que for menor que 4,75mm será agregado miúdo e o que for menor será graúdo.

Absorção de Água

   É a quantidade de água que tem "dentro" da areia,enquanto sua "casca" externa está seca.Essa condição é chamada de Saturada Superficie Seca (SSS).
   A condição Saturada Superficie Seca nada mais é que o grão de areia seco por fora e saturado por dentro (cheio d'agua internamente).
   Um exemplo prático que podemos citar como SSS é a fruta laranja,pois ela é seca por fora e saturada por dentro.


Massa Unitária

   A massa unitária de um agregado é a sua densidade (massa / volume) com todos os espaços vazios,ou seja,esses espaços vazios são os "vãos" entre um grão e outro e seus espaços internamente (poros permeaveis).


   Pode-se dizer que a massa unitaria é a massa real do agregado,pois engloba todos os espaços existentes (internamente e externamente)

Massa Específica

   Já a massa específica é a densidade do agregado sem nenhum vazio,ou seja,não inclui poros permeaveis e não possue espaços entre os grãos.



   A massa específica é como se o agregado fosse totalmente comprimido de forma que não houvesse nenhum espaço (tanto internamente quanto externamente).